Você, com certeza, já deve ter ouvido falar sobre o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), um programa do Governo Federal brasileiro que buscam facilitar a entrada de interessados que preencham os seus requisitos no Ensino Técnico, melhorando a profissionalização daqueles que estão prestes a entrar no mercado de trabalho.

O Pronatec é uma forma de “expandir, interiorizar e democratizar” os cursos considerados de categoria de educação profissional e também tecnológica, que se diferencia de cursos regulares de graduação. Desde 2011, já foram mais de nove milhões de matrículas em mais de 4 mil municípios; saiba mais sobre o programa.

Pronatec

Dentre os objetivos descritos pelo Pronatec, sete deles são muito importantes para compreender o programa. Além do já citado acima, eles também aplica a fomentação e apoio da expansão de atendimento da educação nessas modalidades, contribuição para um melhor ensino, ampliação de oportunidades educacionais a aqueles que já estão trabalhando, estimular o aumento de recursos pedagógicos nos cursos aplicados e estimular uma articulação entre política e educação, sempre relacionando o assunto a trabalho e renda.

Mas não é apenas de objetivos que um programa funciona, certo? O Pronatec também possui cinco iniciativas que ajudam em todas as ações do mesmo; são elas:

– Expansão da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica: em um período de 11 anos, quase 500 institutos federais foram construídos a partir dessa iniciativa;

– Programa Brasil Profissionalizado: nada mais é do que ampliação e fortalecimento da oferta de educação profissional já integrada ao Ensino Médio da rede estadual;

– Rede e-Tec Brasil: oferta gratuita de cursos técnicos e também de qualificação profissional a distância, facilitando o estudo daqueles que, por diversos motivos, não podem se deslocar até uma instituição de ensino. Estão presentes nessa parceria a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, os Serviços Nacionais de Aprendizagem como SENAI, SENAC, SENAR e SENAT) e instituições vinculadas ao ensino estadual;

– Acordo de Gratuidade com os Serviços Nacionais de Aprendizagem: tem como objetivo ampliar a aplicação de recursos do SENAI e SENAC em cursos de qualificação profissional, podendo retribuir a população com ensino de qualidade e de graça;

– Bolsa-Formação: por fim, essa iniciativa busca ofertar cursos técnicos e de formação inicial ou continuada e também de qualificação profissional para estudantes matriculados no Ensino Médio, para quem já concluiu a escola e outras modalidades.

Pronatec 2018

Para 2018, ainda não foram divulgadas as datas oficiais para o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, mas ele deve funcionar de forma semelhante a todos os anos. Em 2017, forma mais de dois milhões de matrículas em cursos do Ensino Técnico e Profissionalizante e, claro, a meta de 2018 é aumentar esse número.

No geral, o Pronatec atende com prioridade estudantes que estejam matriculados no Ensino Médio da rede pública – também incluindo a educação de jovens e adultos, trabalhadores, cidadãos que são beneficiários dos programas do governo de transferência de renda, estudantes já formados em escola da rede pública ou em escolas particulares na condição de bolsa integral.

Para que seu funcionamento seja pleno, o programa conta com diversos parceiros, como instituições espalhadas por todo o Brasil. Para saber mais sobre como se inscrever, quais, cursos, instituições e vagas existem, confira os próximos tópicos.

Pronatec inscrições

A forma que você utilizará para se inscrever no Pronatec vai depender de alguns fatores. Instituições como SENAI e SENAC oferecem vagas continuamente durante todo o ano, então, é necessário procurar uma unidade instalada em sua cidade – ou até mesmo acessar o site oficial – para garantir mais informações a respeito de datas e processo de inscrição.

Já para as demais vagas, as inscrições devem ser feitas através do site http://pronatec.mec.gov.br/inscricao/. Ao clica, você deverá informar seu Estado, seu município, sua escolaridade e, se possível, a instituição que deseja cursar e a turma. Mas não se preocupe, essas duas últimas não são obrigatórias e você pode se decidir enquanto pesquisa, desde que seja antes da inscrição em si.

Pronatec cursos

Os cursos oferecidos pelo Pronatec são divididos em duas modalidades: Qualificação Profissional de Trabalhadores e Técnicos Profissionalizantes. O primeiro deles tem carga horária de 160 horas a 400 horas com duração de 3 a 6 meses, ou seja, são cursos a curto prazo para aperfeiçoar os conhecimentos já adquiridos.

A segunda modalidade, que consiste nos cursos técnicos, tem uma carga horária maior que vai de 800 horas a 1200 horas e tem duração que vai de um a três anos. Os cursos Técnicos Profissionalizantes são para estudantes matriculados ou que já concluíram o Ensino Médio em escola pública.

Entre os cursos de Qualificação Profissional de Trabalhadores, podemos destacar Reformador de Móveis, Operador de Fornos de Fusão, Fundidor de Joias, Operador de Supermercados, Línguas como Espanhol, Inglês e Alemão, Programador de Sistemas, Vulcanizador de Correias Transportadoras, Assistente em Manutenção de Aeronaves, Produtor de Plantas Aromáticas e Medicinais, Mecânico de Instrumentos de Precisão e, para ter acesso a todos os mais de 600 cursos, você pode acessar o catálogo oficial.

Já para os cursos Técnicos Profissionalizantes, as áreas disponíveis são Ambiente e Saúde, Controles e Processos Industriais, Desenvolvimento Educacional e Social, Gestão e Negócios, Informação e Comunicação, Infraestrutura, Militar, Produção Alimentícia, Produção Cultural e Design, Produção Industrial, Recursos Naturais, Segurança e Turismo, Hospitalidade e Lazer. Cada uma dessas áreas conta com muitos cursos especializados que você pode conferir detalhadamente clicando aqui.

Para se ter uma ideia, dá para fazer técnico em Farmácia, Meio Ambiente, Reciclagem, Podologia, Eletrônica, Mecânica, Sistemas de Energia Renovável, Alimentação Escolar, Multimeios Didáticos, Secretaria Escolar, Administração, Comércio, Finanças, Logística, Marketing, Computação Gráfica, Informática para Internet, Saneamento, Trânsito, Transporte Rodoviário, Desenho Militar, Guarda e Segurança, Operação de Radar, Alimentos, Cervejaria, Panificação, Artes Visuais, Comunicação Visual, Documentação Musical, Teatro, Construção Naval, Petróleo e Gás, Agricultura, Cafeicultura, Defesa Civil, Segurança do Trabalho, Cozinha, Guia de Turismo, Lazer e outros.

Pronatec Instituições

E para falar sobre cursos, também é importante falar sobre instituições. Além das unidades do sistema S de ensino, as principais parcerias do Pronatec são os Institutos Federais que são espalhados por todos os cantos brasileiros. No link http://redefederal.mec.gov.br/instituicoes você tem acesso a uma lista imensa por estado, mas nós separamos algumas para você ter uma ideia.

Então, entre eles, destacamos: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Acre, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Alagoas, Escola Técnica de Artes, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amapá, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Espírito Santo, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Mato Grosso.

Colégio Universitário UFMA, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Mato Grosso do Sul, Centro Técnico Pedagógico UFMG, Centro de Ensino e Desenvolvimento Agrário UFV, Colégio Técnico UFMG, Escola de Música UFPA, Colégio Agrícola Vidal de Negreiros UFPB, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Paraná, Colégio Agrícola Dom Agostinho Ikas UFRPE, Colégio Técnico do Bom Jesus UFPI, Colégio Pedro II no Rio de Janeiro, Escola de Enfermagem UFRN, Colégio Técnico Industrial Santa Maria UFSM e outros.

O melhor é que, acessando o link informado acima, você consegue acessar diretamente o estado em que mora ou que deseja estudar e conferir, além das instituições, as unidades espalhadas pelo estado assim como endereço, telefone, e-mail, site, reitor, fazer o download da Portaria de Autorização de Funcionamento e outras informações importantes antes mesmo de você fazer a sua matrícula pelo Pronatec. Não deixe de conferir o que está disponibilizado em seu estado.

Pronatec vagas

Para saber mais sobre as vagas dos cursos do Pronatec, é necessário acessar novamente o site oficial do programa através do http://pronatec.mec.gov.br/inscricao/. Tudo porque, ao inserir os dados solicitados, você consegue conferir todos os cursos e, consequentemente, as vagas disponibilizadas. Ou seja, dá para saber de todos os cursos, de cada instituição e até do período, que pode ser de manhã, tarde ou noite.

Pronatec escolas

Através de uma daquelas cinco iniciativas indicadas no início do texto, o Pronatec promoveu a abertura de muitas escolas através da Expansão da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. No total, os brasileiros são contemplados, atualmente, por 38 Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia, 2 Centros Federais de Educação Profissional e Tecnológica, 24 Escolas Técnicas Vinculas às Universidades Federais e o Colégio Pedro II. Ou seja, são 562 unidades de estudos espalhadas por todo o Brasil.

Se você pode participar do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego, mas ainda não sabe muito bem sobre ele, é hora de se aprofundar no assunto e não perder essa oportunidade. Essa é a sua chance de se profissionalizar e aumentar a sua qualificação, principalmente na hora de disputar uma vaga no mercado de trabalho. Ficou alguma dúvida? Então, não deixe de acessar o site  http://portal.mec.gov.br/pronatec ou de procurar uma instituição parceira.